www.mossoro-reporter.blogspot.com

Loading...

Total de Visitas deste Blog

contador gratuito
TOTAL DE VISITAS ATÉ O MOMENTO

Cadastre-se você também, ja somos 46 brothers no Clube Vip *****

RESERVADO PARA SUA PUBLICIDADE

Calendario

25 de julho de 2014

LIVRAI-NOS DO MAL



O grau de civilização e democracia de um país também se mede por eleições polarizadas e acirradas, mas com campanhas propositivas


Uma das piores coisas que pode acontecer a um país é sair de uma eleição polarizada e movida a ódio e jogo sujo com um dos candidatos vencendo por diferença mínima — e os perdedores formando uma oposição vingativa, destrutiva e poderosa. O país trava, a democracia não avança e todos perdem. Todo mundo sabe disso, mas aqui eles só pensam naquilo, no poder, e nunca nas consequências do que fazem para conquistá-lo e mantê-lo.


Ó santa ingenuidade, alguém imagina que possa ser diferente? O grau de civilização e democracia de um país também se mede por eleições polarizadas e acirradas, mas com campanhas propositivas, que são decididas por poucos votos, mas resultam em avanço político e social, com a síntese de propostas do governo e da oposição. Não é utopia, é a realidade em vários países europeus, onde a vontade do eleitorado é respeitada e poucos votos a mais não dão mais direitos nem hegemonia a ninguém.


Quando eleições são decididas por diferença mínima, às vezes por golpes de sorte ou compra de votos, mais do que uma eventual vitória de um partido, isso significa que a sociedade está dividida e seus representantes eleitos terão o desafio de enfrentar os problemas do país dentro das regras democráticas.

Muito mais difícil se é um país com crescimento baixo e juros e inflação altos, e está em 79º lugar (ou 75%, segundo o governo, tanto faz) no Índice de Desenvolvimento Humano da ONU (baseado em renda, saúde e educação), que mede o que realmente interessa aos cidadãos na vida real. E pior, nos últimos cinco anos estamos avançando em ritmo cada vez mais lento em relação à média do mundo.


Fazer o quê? Imaginar um governo de coalizão no Brasil? Uma concertação à chilena? Um comportamento político civilizado? Um mínimo de racionalidade? São possibilidades risíveis no país primitivo do “nóis contra eles”. Platão já dizia que a desgraça de quem não gosta de política é ser governado por quem gosta, mas certamente seu título eleitoral não era do Goiás ou de Brasília.

No Brasil atual, até jogar em casa e com torcida a favor virou desvantagem e justificativa para derrotas e vaias. (Nelson Mota)


Sexta-feira, 25 de julho, 2014


23 de julho de 2014

CENTRO CIRÚRGICO DO HOSPITAL BOM JESUS SERÁ REATIVADO


Após determinação do prefeito Hildo do Candango, o secretário de Saúde, Eduardo Rangel iniciou uma grande obra de ampliação e reforma no centro cirúrgico do Hospital Municipal Bom Jesus. As obras de estrutura ficarão prontas até o final de outubro deste ano.

Segundo o secretário, também foram comprados novos equipamentos como mesa cirúrgica, todo instrumental para cirurgia e monitoramento que são monitores e multiparamétricos para controlar o paciente. “Todo esse material foi adquirido com recurso próprio do município”, garante o secretário.

Desde o início de seu mandato, o prefeito Hildo trabalha para ampliar e fortalecer os serviços de média e alta complexidade no Hospital. Assim que ficar pronto, o centro cirúrgico realizará cirurgias pré-agendadas como hernioplastia, laqueadura, vesícula, perinioplastia e cesarianas que não são de alto risco.

O prefeito Hildo do Candango afirma que a intenção é melhorar a qualidade nos atendimentos de saúde do município e em especial a Saúde da Mulher. Para isso, o mamógrafo está sendo instalado no Hospital.

“Pela primeira vez, teremos em Águas Lindas um mamógrafo. Nós compramos os equipamentos complementares. Também já está em processo de contratação dos profissionais para realizar os procedimentos no município”, complementou Hildo.
Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura

Fotos: ASCOM

Quarta-feira, 23 de julho,2014

Sempre atualizado 



MAIS UM PARTIDO DEVE OFICIALIZAR PEDIDO DE REGISTRO NO TSE “PARTIDO NOVO” DEVE OFICIALIZAR PEDIDO DE REGISTRO HOJE


Nesta quarta-feira (23/7), às 18h, um grupo deverá entregar as 500 mil assinaturas ao Tribunal Superior Eleitoral e oficializar o pedido de registro do “Partido Novo”. Será o 33º partido no Brasil.

Mesmo com a grande quantidade de partidos, um grupo de pessoas ainda não se sentia bem representada. Diante disso, há aproximadamente três anos, esse mesmo grupo começou a pensar em um novo partido. A mobilização para criação do “Partido Novo” aconteceu nas redes sociais e nas ruas de várias capitais do Brasil, principalmente.

Composto por cidadãos, o partido começa sem políticos no grupo. “É o partido do cidadão comum”, explicou Claudio Barra, presidente do diretório do Distrito Federal. Uma das bandeiras levantadas pelo “Partido Novo” é a da liberdade individual. Barra também explica que o partido entende que “o Estado não deve atropelar a vida das pessoas e das famílias”.

 (Claudio Umberto)


Quarta-feira,23 de julho, 2014

22 de julho de 2014

GOVERNADOR PROMETE INVESTIR R$ 140 MILHÕES NA SSP ATÉ FINAL DO ANO




O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) voltou a criticar, na segunda-feira(21/7), durante visita às dependências da Secretaria de Segurança Pública (SSP), o investimento feito pelo governo federal na área, que deve ser o centro do debate político nas eleições deste ano. Segundo o tucano, o governo federal tem se omitido, respaldado pela Constituição Federal, embora um comprometimento com a área pudesse ser mais amplo. “Bastaria encaminhar um projeto de emenda à Constituição, estabelecendo vinculação da receita”, falou.
Marconi esteve na secretaria para vistoriar as obras do Centro Integrado de Comunicação e Controle, a qual chamou de “Centro de Inteligência”, onde se concentrará toda base operacional de dados estratégicos das policias Militar e Civil de Goiás e também para despachar pessoalmente no gabinete do secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita. Em seguida, no auditório da Secretaria, ele acompanhou a apresentação de cada um dos projetos desenvolvidos pela Pasta, inclusive para captação de recursos junto ao governo federal.
De acordo com os dados oficiais apresentados, de 2013 e 2014, foram captados R$ 56 milhões de verbas federais, entre recursos diretos da União e emendas parlamentares. Apesar dos números, o governador lembrou que ainda são tímidos, porque Goiás investe R$ 1,6 bilhão por ano em Segurança Pública. Para Marconi, é preciso investimento mais substancial. “Eu vou comprar essa briga”, disse, referindo-se à defesa que faz pela criação de um Fundo nacional específico para a Segurança Pública.

Números
Na oportunidade, o governador assinou a autorização para investimentos na ordem de R$ 140 milhões, até o fim do ano, em infraestrutura e equipamentos para as forças que compõem a Pasta. Do total de recursos disponíveis, R$ 107 milhões serão investidos em obras e equipamentos (R$ 68 milhões são do governo do Estado e R$ 39 milhões oriundos de convênios com o governo federal). De acordo com o secretário Joaquim Mesquita, anualmente o governo estadual investe cerca de R$ 1,6 bilhão na Segurança Pública. Isso inclui a folha do funcionalismo e as despesas operacionais.
Os recursos terão destinações diversas. Entre as obras, estão construções de estruturas da Polícia Científica e Centrais de Comando e Controle no Entorno do Distrito Federal, além de novas bases para a Polícia Militar, por exemplo. Também serão adquiridos equipamentos para o setor de Inteligência da SSPGO, para a Polícia Técnico-Científica, 60 motocicletas para a Polícia Militar, 60 câmeras de videomonitoramento, entre outros. Além dos R$ 107 milhões, outros R$ 33 milhões serão investidos até o fim do ano no Programa Goiás Biométrico. Os valores são fruto de financiamento da SSPGO junto ao Banco do Brasil.
(SSP-GO)

Terça-feira,22 de julho,2014.

21 de julho de 2014

TSE RECEBE 11 PEDIDOS DE REGISTRO DE CANDIDATOS A PRESIDENTE


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou um balanço dos registros de candidatura para as eleições deste ano. Até as 14h desta segunda-feira(21/7), o Sistema de Divulgação de Candidaturas (DivulgaCand 2014) havia contabilizado 11 pedidos de registro de candidatos a presidente da República, 171 a governador de Estado, 181 a senador, 6.749 a deputado federal, 16.235 a deputado estadual e 1.003 a deputado distrital (DF). Os pedidos de candidaturas estão em avaliação pela Justiça Eleitoral.

São Paulo e Alagoas, com nove cada um, e Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com oito cada, são os Estados com mais pedidos de registro de candidatos a governador. Para o cargo de senador o Estado do Pará lidera com 11, seguido de Amapá e São Paulo, os dois com dez pedidos de registro cada.

São Paulo e Rio de Janeiro detêm mais pedidos de candidatos a deputado federal, 1.354 e 1.068 respectivamente. São Paulo (1.987) e Rio de Janeiro (1.977) têm também mais pedidos de registro a deputado estadual. São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro são os Estados com mais vagas na Câmara dos Deputados, respectivamente 70, 53 e 46.
Acre, Roraima e Ceará, com quatro cada um, têm menos pedidos de registro de candidatos a governador. Igualam-se, com quatro candidatos ao Senado cada, o Acre e o Ceará.

Tocantins (55) e Acre (63) têm menos pedidos para deputado federal. Já Sergipe (174) e Piauí (245) foram os Estados que receberam os menores números de registro para deputado estadual.

Consulta do eleitor

Qualquer cidadão pode acessar o DivulgaCand 2014 no site do TSE. Ao entrar no sistema, o cidadão pode conhecer os candidatos e o número de candidaturas a presidente da República e por Estado e por cargo (governador, senador, deputado federal, deputado estadual/distrital).
Pelo DivulgaCand 2014, clicando no nome do candidato é possível obter  dados sobre ele e seu número na urna, partido, nome e composição da coligação que o apoia, situação de seu pedido de registro, nome que usará na urna, grau de instrução, ocupação, site do candidato, limite de gasto de sua campanha, declaração de bens e certidões. No caso dos candidatos a presidente da República e governador de Estado, pode-se ainda conhecer as respectivas propostas de governo. Para acessar o sistema, não há necessidade de cadastro prévio ou autenticação de usuário. (TSE)

segunda-feira, 21 de julho, 2014


20 de julho de 2014

ELEIÇÕES 2014 :AS BRECHAS NA LEI DA FICHA LIMPA NAS ELEIÇÕES PELO PAÍS


Ministério Público lança cruzada para barrar ao menos 360 políticos das eleições deste ano, mas tropeça em legislação nova e sem jurisprudência

Criada em 2010 para promover uma depuração ética na lista de políticos que pleiteiam disputar cargos eletivos, a Lei da Ficha Limpa enfrentará seu mais duro teste em outubro e poderá banir das urnas políticos que, a partir de seus currais eleitorais, se perpetuavam impunes na administração pública. Pela primeira vez, a lei será aplicada a deputados, senadores, governadores e candidatos à Presidência da República.


Ainda que a lei esteja plenamente em vigor, o Ministério Público Eleitoral, responsável por contestar pelo menos 360 candidaturas – número que vai aumentar nas próximas semanas – com base na nova legislação de inelegibilidades até agora, prevê que políticos e advogados devem utilizar as mais diversas artimanhas para explorar brechas na Lei da Ficha Limpa e se apresentar normalmente como opção ao eleitor. Desde o início do mês, procuradores se lançaram em uma verdadeira cruzada contra políticos enrolados na Justiça, mas manobras e lacunas na lei acabam permitindo que corruptos sigam adiante nas urnas.


A exigência de ficha limpa nas eleições não é criação brasileira. Estados Unidos, Espanha, África do Sul, Uruguai, Luxemburgo, Austrália, França e Bélgica também têm legislações que impedem, em diferentes situações, a candidatura de condenados, mas nenhuma delas é tão abrangente quanto a versão sancionada no Brasil em junho de 2010. Entre os australianos, por exemplo, são inelegíveis para os cargos de senador e deputado federal pessoas penalizadas a mais de um ano de prisão, independentemente do crime cometido. Na Espanha, são barrados os condenados por terrorismo e crimes contra as instituições do Estado, mesmo que ainda recorram da sentença.
No Brasil, mesmo tendo sido apontada como marco moralizador na seara política, a Lei da Ficha Limpa não consegue retirar da vida pública boa parte dos candidatos enrolados com a justiça. Até a última sexta-feira, o banco de dados do MP registrava 605.081 informações sobre possíveis casos de inelegibilidade, que vão desde contas rejeitadas em municípios até condenações por tráfico de drogas e assassinato. Descontados os dados em duplicidade e as informações de pessoas que acabaram não se candidatando, é a partir dessa cifra que procuradores eleitorais partem para elaborar os pedidos de impugnação. Em todo o país, 1.850 candidaturas estão sendo contestadas por ações apresentadas pelo próprio MP ou por partidos e políticos.

Por: Laryssa Borges e Marcela Mattos, de Brasília


Domingo,20 de julho, 2014

EM TRIBUNAIS DE CONTAS PELO PAÍS, 23% DOS CONSELHEIROS RESPONDEM AÇÕES NA JUSTIÇA, MAIOR PARTE DELES É ESCOLHIDA POR CRITÉRIOS POLÍTICOS

Os Tribunais de Contas dos Estados (TCEs) são responsáveis por examinar os gastos dos agentes públicos, apontar irregularidades e superfaturamentos em obras e serviços, e tentar evitar que recursos governamentais sejam desperdiçados. Com o advento da Lei da Ficha Limpa, esses órgãos passaram a ter uma responsabilidade ainda maior, uma vez que lhes compete encaminhar aos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) a relação de administradores que tiveram as contas com parecer negativo — o que pode impedi-los de se candidatar a cargos eletivos. Mas toda essa austeridade para o público externo nem sempre se verifica entre os próprios conselheiros.

A maior parte deles é escolhida por critérios políticos; muitos têm parentes importantes, e há pelo menos dez casos em que a Justiça os afastou da função após descobrir irregularidades, proibindo-os em alguns casos até mesmo de passar a menos de 100 metros da instituição que deveria zelar pela boa aplicação do dinheiro público. São esses tribunais e conselheiros que cuidarão das contas dos 27 governadores eleitos neste ano e das Assembleias Legislativas, que, juntas, têm 1.080 deputados estaduais. Embora não avaliem as contas individuais desses parlamentares, os conselheiros são responsáveis por aferir os gastos do Legislativo, além dos Tribunais de Justiça e dos Ministérios Públicos.

Pesquisa realizada pela ONG Transparência Brasil aponta que 44 conselheiros (23%) respondem a ações na Justiça ou até tiveram contas rejeitadas. Além do subsídio de R$ 26.589 e da vitaliciedade no cargo, os que obtêm uma cadeira em um tribunal de contas têm direito a carro com motorista, diárias, e, em alguns casos, verba para aluguel e até 14º e 15º salários.


POR CHICO DE GOIS- O globo

Domingo,20 de julho,2014







19 de julho de 2014

‘GRANDES EMPRESAS ALIMENTAM CORRUPÇÃO’



Para juiz eleitoral, candidatura de Arruda ao governo do DF ainda pode ser indeferida
Em entrevista ao SBT, o juiz Márlon Reis (Foto) afirma que as eleições são baseadas no abuso do poder econômico. Para ele, é preciso “extirpar”a doação privada para baratear o custo das campanhas. “Não é republicana nem cívica a participação de empresas no processo eleitoral. Elas estão investindo e não apostando em programas partidários”, diz ...

Articulador da Lei da Ficha Limpa, Reis critica a legislação processual eleitoral que é, na visão dele, “muito ruim”. O juiz explica que, em tese, a candidatura de José Roberto Arruda ao governo do Distrito Federal ainda pode ser indeferida. “O candidato pede um registro de candidatura. Quem concede o registro é a Justiça Eleitoral depois de um processo. Se o processo não está concluído, não há garantia nenhuma”, diz. Em 2009, o então governador do DF foi preso por envolvimento no mensalão do DEM. No começo do mês, após registrar o pedido de sua candidatura pelo PR, Arruda foi condenado em 2a instância pelo crime de improbidade administrativa.

Reis defende que a reforma política deve alterar, além do modelo de financiamento de campanhas, o sistema de votação proporcional “A forma como votamos é péssima. O resultado é que nós temos apenas 35 deputados eleitos com uma votação suficiente para bancar a sua própria vitória e todos os demais vão aí nas sobras e nas rebarbas de votos”, diz o juiz titular da 58ª Zona Eleitoral do Maranhão.

Veja o vídeo anexado a essa matéria:

video


Fonte:  ISABELA HORTA


Sábado, 19 de julho

SENADO APROVA PROJETO QUE OBRIGA A PRESENÇA DE FARMACÊUTICOS EM DROGARIAS


O Senado aprovou projeto que torna obrigatória a presença de um farmacêutico em drogarias, durante todo o horário de funcionamento. O presidente do Conselho Federal de Farmácia, Walter Jorge João, explica que, após a sanção da lei, as farmácias deixarão de ser apenas estabelecimentos comerciais e passarão à condição de prestadoras de serviços de assistência à saúde.

Medir pressão, glicemia, aplicar soro e vacinas estão entre os exemplos de serviços que Projeto de Lei do Senado 41/1993, aprovado no dia 16, permite que sejam prestados nas farmácias. Walter Jorge explica que a legislação vigente não proíbe que os farmacêuticos prestem os serviços, porém, a vigilância sanitária impede a execução.

Vamos poder verificar e controlar a pressão arterial, orientar a manutenção da pressão ou encaminhar ao posto de saúde, caso haja necessidade. Poderemos também recomendar remédios que não precisam de prescrição médica, entre outros serviços”, exemplificou o presidente.

Outra função que caberá ao profissional é notificar os profissionais de saúde, órgãos sanitários e o laboratório industrial os efeitos colaterais, as reações adversas, as intoxicações e a dependência de medicamentos.

Além da presença do farmacêutico, as drogarias de qualquer natureza deverão ter instalações adequadas sob o aspecto sanitário, dispor de equipamentos necessários à conservação de imunobiológicos, como vacinas, e outros equipamentos exigidos pela vigilância sanitária.

O projeto, que estava há 20 anos no Congresso Nacional, altera a Lei do Controle Sanitário do Comércio de Drogas e Medicamentos (Lei 5.991/1973), que atualmente exige a presença de "técnico responsável inscrito no Conselho Regional de Farmácia", o que permitiu a interpretação de que esses técnicos podem ser profissionais de nível médio. Além disso, admite a substituição por "prático de farmácia" ou "oficial de farmácia", em localidades onde falte o profissional exigido. (Agência senado)


Sábado, 19 de julho,2014. 

CHEFE DO MPF DEFENDE RIGOR NA APLICAÇÃO DA LEI DA FICHA LIMPA


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, exaltou a atuação do MP Eleitoral na impugnação das candidaturas

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defendeu sexta-feira (18/7) a aplicação plena e integral da Lei da Ficha Limpa nas eleições deste ano. O chefe do Ministério Público Eleitoral (MPE) exaltou a atuação dos procuradores eleitorais que impugnaram cerca de 20% dos registros de candidatura no País – em Goiás foram 27 pedidos de impugnação. “No que depender da atuação do Ministério Público Eleitoral, nós vamos ter uma atuação bastante forte e incisiva para que a Lei da Ficha Limpa se consolide”, garantiu.

Janot afirmou que o Ministério Público vai examinar com atenção o cumprimento da cota de 30% de candidaturas femininas nas chapas que vão concorrer às eleições: “A lei vai ser cumprida. Se até agora ela vinha tendo um cumprimento parcial, nós agora vamos atuar de forma rígida. Nós vamos exigir a participação de 70 e 30 (por cento das candidaturas de sexo masculino e feminino, respectivamente), vamos derrubar chapas se não houver e vamos atuar para que a lei seja integralmente cumprida”, apontou o procurador-geral.

Segundo ele, o levantamento deverá ser realizado após o fim do período de registro de candidaturas, no início de agosto – já que existe a possibilidade de substituição dos candidatos. Para isso, o Ministério Público conta com o sistema batizado de “Sisconta Eleitoral”, que funciona como um banco de dados com informações sobre candidatos. “Através dessa ferramenta é possível que os procuradores regionais eleitorais possam de forma rápida e de forma segura acessar os dados necessários para a atuação na aplicação da Lei da Ficha Limpa”, explicou.

Da Redação


Sábado, 19 de julho, 2014

17 de julho de 2014

ALEANDRA FAZ A ENTREGA DE 200 CERTIFICADOS DE CURSOS DOS CRAS



A primeira-dama e secretária de Ação Social Aleandra de Sousa, acompanhada fez a entrega na manhã desta quinta-feira (17/7) de 200 Certificados das Oficinas Profissionalizante oferecidas nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS).

Aleandra afirmou que ações como essa são de extrema importância para o crescimento profissional da comunidade. “Eu sei que muitas famílias necessitam desse apoio para aumentar a sua renda em casa. E o nosso intuito é capacitar e inseri-las no mercado de trabalho”.

Os 200 certificados foram entregues para os formandos de Corte e Costura, Manicure e Pedicure, Artesanato e Cabeleireiro. “Muitas desses formandos já estão trabalhando, e isso é muito gratificante para nós. Porque vemos que o nosso trabalho está dando frutos”, concluiu.

Hoje, Águas Lindas conta com três unidades do Centro de Referência de Ação Social, e são eles no Jardim da Barragem II, Jardim Pérola e Jardim Águas Lindas 02, que atendem a comunidade de segunda a sexta-feira, de 08 às 17h.


O CRAS desenvolve ainda o Projeto Cegonha (para gestantes), Projeto Musicação (aulas de violão), Cine Cras, Auxílio Funeral, atualização do Cadastro do Bolsa Família, encaminhamentos para inclusão no Cadastro Único, expedição de Carteira do idoso, cesta emergencial, visitas psicossociais e muito mais.

Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura
Fotos: ASCOM

Quinta-feira, 17 de junho,2014


PREFEITO DE ÁGUAS LINDAS BUSCA RECURSOS PARA SECRETARIA DE CULTURA


No dia 16 de julho, o prefeito Hildo do Candango acompanhado do secretário de Cultura, Desporto e Lazer Wanderlei Blá, estiveram na Associação Goiana de Esporte e Lazer (AGEL) onde se reuniram com o coordenador-geral do programa Pró Esporte em busca de benefícios para a cidade de Águas Lindas.

Entre as solicitações do prefeito, estão mais academias comunitárias, bem como a implantação do programa Esporte em Ação, que tem como objetivo construir mais campos de futebol na cidade. Outro projeto importante, que o prefeito Hildo busca é o programa Pró-Esporte, que trará mais recursos na área do esporte para a cidade.

O prefeito Hildo do Candango afirmou que essa visita foi importante para que o município de Águas Lindas seja beneficiado com investimentos da AGEL. “Podem ter certeza, que nós não descansaremos enquanto não melhorar a qualidade de vida dos moradores, o que incluem a saúde e o lazer de todos”, concluiu.

Já o secretário de Cultura, Wanderley Blá, disse que a meta de sua administração é implantar várias academias ao ar livre em todas as regiões da cidade. “Nossa cidade é muito carente, e é importante que a gente trabalhe para aumentar o número de locais para a prática de esporte e também onde a comunidade possa se reunir”, defendeu Blá.

Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura
Foto: Arquivo Pessoal


Quinta-feira, 17 de julho,2014

MULHER DE MINISTRO DE LULA LEVOU R$ 6 MILHÕES DA UNIÃO




A mulher do ex-ministro e atual conselheiro do Instituto Lula, Franklin Martins, conseguiu fazer o faturamento de sua empresa saltar de R$ 34,2 mil, de acordo com o registro na Junta Comercial do Distrito Federal, em 2004, para R$ 1,2 milhão em contratos com o governo federal só em 2013. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

A Cine Group, empresa que Mônica Monteiro é sócia majoritária, foi subcontratada para participar de ao menos cinco pronunciamentos em cadeia nacional de rádio e TV da presidenta Dilma Rousseff entre 2011 e 2013. Em dez anos, a empresa levou um total de R$ 6 milhões por serviços prestados com e sem licitação para órgãos como a Presidência e os ministérios do Turismo, Saúde e Cidades.

O maior contrato da empresa com o governo, contudo, de R$ 2,3 milhões, foi fechado com a EBC para produzir a segunda temporada da série de TV Nova África.

Franklin atualmente participa da campanha de Dilma à reeleição e foi um dos responsáveis pela criação da EBC, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No entanto, o ex-ministro diz que teve influência “zero” nos contratos da Cine Group com o governo.

A Cine Group, por sua vez, diz que a relação entre sua sócia majoritária e o ex-ministro não teve “nenhum peso” nos contratos e que o governo federal não é seu principal cliente, já que a produtora atende majoritariamente a canais de televisão privados e estrangeiros.

Quinta-feira, 17 de julho, 2014


MAIS UMA EDIÇÃO DO SENAR EM CAMPO ACONTECE EM ÁGUAS LINDAS




A Prefeitura de Águas Lindas de Goiás e o Senar Goiás iniciaram na última terça-feira (15) mais uma edição do programa “Senar em Campo”, que trouxe para a cidade diversas atividades, como cursos profissionalizantes, inclusive com o Espaço da Beleza, com corte de cabelo, massagem e muito mais. O evento acontece até hoje (17), das 15h ás 21h, na entrada do Jardim Brasília.

O prefeito Hildo do Candango frisou a importância desta parceria para levar saúde e cidadania aos moradores. “Nosso governo trabalha para melhorar a qualidade de vida da população, buscando parcerias para promover ações que beneficiem efetivamente toda comunidade”, declarou.

No local também foram montados stands das secretarias municipais, que ofertaram à comunidade serviços como aferição de pressão arterial e muito mais. Já os stands do Senar trouxeram para o município a importância do artesanato regional, utilizando principalmente elementos naturais extraídos da flora.

A instrutora do Sistema Faeg/Senar, Marcilene Suriano, mostrou a arte em cabaças, flores em cetim, mini-bonequinhas. A também instrutora Mônica de Cássia mostrou seu trabalho com sementes do cerrado, flores em palha de milho, trançinhas em fitas e muito mais.

Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura
Fotos: ASCOM

Quinta-feira, 17 de julho, 2014



16 de julho de 2014

NA TV, DILMA TERÁ BONS ROTEIROS



O problema surgirá nos debates, sobretudo se houver 2º turno, com tempos iguais para os dois candidatos


As últimas falas da doutora Dilma, listando realizações num estilo que despreza o final das sentenças e o encadeamento dos raciocínios, indicam que, durante a propaganda gratuita de televisão, ela estará blindada. Conseguirá despejar uma enciclopédia de números capaz de mostrar os aspectos exitosos de sua administração. Na TV, essas informações serão arrumadas por João Santana e seus efeitos especiais, os 11min48s diários, contra 4min31s de Aécio Neves e 1min49s de Eduardo Campos, farão sensível diferença. Isso no primeiro turno.

Se houver segundo turno, cada candidato terá o mesmo tempo. Pior: nele, o debate pesará muito mais, pois será um mano a mano, sem candidatos fazendo perguntas teatrais. Pior ainda: os dois principais adversários da doutora falam com clareza, enquanto ela se perde em estatísticas. Aécio Neves exagera nos adjetivos grandiloquentes. Eduardo Campos, nos adjetivos fáceis. Mesmo assim, fazem mais sentido que ela. Sempre vale lembrar que, na primeira campanha de Bill Clinton à Presidência dos Estados Unidos, o marqueteiro James Carville proibiu-o de pronunciar a palavra "infraestrutura". Na campanha brasileira pode-se acrescentar que "centro da meta" pode ser a marca do pênalti.


Até hoje, as propostas concretas de Aécio Neves e Eduardo Campos somam benignas platitudes. Aécio quer a "introdução de um novo conceito de cultura na política pública brasileira, com prioridade para uma visão integrada da ação cultural, abrangendo todas as instâncias governamentais e de estímulo a toda a produção cultural nacional, em todos os seus segmentos".


Campos quer passe livre em transportes públicos para todos os estudantes. Tudo bem. Passe livre para a garotada da Escola Britânica do Rio? Lá a mensalidade vai a cerca de R$ 4.500. Será que eles precisam? Se é o caso de se prometer gratuidades, por que não entregá-las só a quem pedir? Já a doutora oferece como novidade um Brasil sem burocracia. Logo ela, que tem 25 ministérios e 14 comissários com status de ministro. Ao contrário dos outros dois, a doutora tem o que mostrar, e o êxito da Copa lustrou-lhe a imagem de gerentona. (Registre-se o surgimento de uma piada macabra: um novo 7x1: 7 por cento de inflação e 1 por cento de crescimento. Pelo andar da carruagem, vem aí um 6x1.)


Não se pode saber até que ponto as tensões registradas no comissariado da campanha derivam de maus números chegados ao Planalto ou da simples autofagia petista. A doutora já sofreu um processo de corrosão com o "Volta, Lula", não precisa de outro.


A temática oferecida pelas falas de Dilma sugere que sua campanha depende muito das obras e pompas do marqueteiro João Santana e de sua capacidade de administrar o capital do tempo na televisão. Essa tática poderá ser eficiente num primeiro turno. Depois, a eleição será outra. Pelas ansiedades que se percebem no comissariado, usando-se um verbo criado pela psicóloga Maria Regina Brandão, há o risco de o PT "panicar", como panicou a turma da Granja Comary. Um PT "panicado" seria uma reedição da velha técnica de "partir pra cima", radicalizando o que for possível radicalizar. (Elio Gaspari)


Quarta-feira, 16 de julho, 2014

15 de julho de 2014

AULAS DA REDE MUNICIPAL RECOMEÇAM NESTA TERÇA-FEIRA EM ÁGUAS LINDAS


  


Após um período de 30 dias de férias, mais de 22 mil alunos da rede pública municipal de ensino de Águas Lindas voltam às aulas hoje 15 de Julho. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, na segunda-feira (14/7) os professores participaram de uma reunião pedagógica nas escolas, para receber os estudantes e dar continuidade às atividades do ano letivo. O secretário Silvério Correa ressalta que é importante começar o semestre com a Reunião Pedagógica.

Seguindo as orientações do prefeito Hildo do Candango o secretário tem sido incansável na busca por melhorias para o setor, implantando novos programas que beneficiam amplamente a educação do município.

O desempenho dos alunos da rede municipal, na escrita, produção de textos e no campo da matemática, vem sendo monitorado para identificar as deficiências e buscar soluções. Os professores recebem formação constante inclusive no âmbito dos Educadores Especiais.

Os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) recebem atenção especial da secretaria. Vale ressaltar que aproximadamente dois mil alunos de todas as escolas municipais contam com o transporte escolar cedido pela Secretaria de Educação.

A equipe pedagógica efetua visitas nas escolas para acompanhar o desempenho dos alunos da Educação Infantil, além disso, oferece cursos para os educadores, em parceria com o Departamento de Educação Continuada. Os professores se reúnem com freqüência para tratar assuntos referentes à escola.

Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura
Fotos: ASCOM


Terça-feira, 15 de julho,2014

RECORDE HISTÓRICO EM IMPUGNAÇÃO DE REGISTRO: MAIS DE 180 CANDIDATOS PODEM FICAR DE FORA DA DISPUTA ELEITORAL




O Ministério Público Eleitoral em Goiás analisou mais de 760 processos de registro de candidaturas nos últimos dias (há ainda 80 avulsos para análise até o fim dessa semana) e obteve um recorde histórico em impugnação de registro: mais de 180 candidatos podem ficar de fora da disputa eleitoral. O Tribunal Regional Eleitoral tem 30 dias para julgamento dos processos.

A Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar n° 135/2010) foi essencial para assegurar o trabalho da Procuradoria Regional Eleitoral e tentar barrar onze candidatos condenados pelo TRE-GO e pelo TSE em eleições passadas pela prática de ilícitos e crimes eleitorais, tais como corrupção eleitoral, captação ilícita de sufrágio (compra de votos), arrecadação e gasto ilícito de recursos em campanha (caixa dois) e abuso de poder.

Além disso, impugnou-se dezesseis gestores públicos que tiveram contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), dentre eles três ex-prefeitos com contas rejeitadas pelo TCM - Pedro Wilson (Goiânia), Adib Elias (Catalão) e José Macedo (Aparecida de Goiânia), Geraldo Messias Queiroz (Águas Lindas de Goiás). Antes da Lei do Ficha Limpa, a Justiça Eleitoral exigia decisão da Câmara Municipal nesses casos. No entanto, com a inovação trazida pela Ficha Limpa, está inelegível todo ordenador de despesas, inclusive mandatários, que nos últimos oito anos teve suas contas de gestão rejeitadas pelo tribunal de contas por vício insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa. Agora, apenas em relação às contas anuais de governo é que a inelegibilidade de Prefeito depende de decisão política da Câmara Municipal.

Cerca de 150 ações de impugnação referem-se a ausência de quitação eleitoral (30), ausência de certidão criminal (74), que comprove a “ficha limpa” do candidato e ausência de prova de desincompatibilização de cargo público (50).

Na opinião do Procurador Regional Eleitoral em Goiás, Alexandre Moreira Tavares dos Santos, responsável pelas impugnações, “a Lei da Ficha Limpa foi um grande avanço para a sociedade ao tornar mais rigorosos os requisitos ligados à probidade para que uma pessoa possa ocupar cargos eletivos da mais alta relevância para o país.”

Confira as íntegras das ações do site do MPE-GO
 (www.prgo.mpf.mp.br, link “eleitoral”).



Terça-feira, 15 de julho, 2014

13 de julho de 2014

SININHO E ATIVISTAS PRESOS NO RIO SÃO TRANSFERIDOS PARA BANGU


Acusados por formação de quadrilha armada, baderneiros serão transferidos nesta tarde. Polícia aprendeu armas de fogo e material incendiário

A ativista Elisa Quadros Sanzi, conhecida como Sininho, presa no sábado, e outros 18 baderneiros detidos pela Polícia Civil do Rio de Janeiro serão transferidos neste domingo para as cadeias públicas Joaquim Ferreira de Souza e José Frederico Marques, no Complexo Penitenciário de Gericinó, no Rio de Janeiro. O complexo pertence a região de Bangu.

O grupo está na Cidade da Polícia, espaço que abriga delegacias especializadas e a chefia de polícia, em Jacarezinho, no subúrbio do Rio. Todos serão submetidos a exames de corpo de delito antes de serem transferidos. Os dois menores apreendidos na ação foram apresentados na Vara da Infância e Juventude. O grupo teve prisão temporária de cinco dias decretada no sábado pela 27ª Vara Criminal, onde tramita um processo sobre atos violentos na capital carioca.

Investigações da polícia apontam que Sininho liderava o grupo, que planejava ataques com artefatos explosivos durante protestos marcados para este fim de semana no Rio.

As prisões ocorreram na véspera da final da Copa do Mundo, entre Alemanha e Argentina, no Maracanã. Pelo menos dois protestos estão marcados em redes sociais para este domingo.

A ação policial realizada no sábado encontrou provas de que baderneiros se organizavam para cometer crimes durante os protestos. Foram apreendidos pela polícia armas de fogo e material incendiário.

A investigação começou em setembro, de acordo com a delegada Renata Araújo, responsável pelo inquérito. Uma das ativistas monitoradas era Sininho, detida em Porto Alegre. Com autorização judicial, a polícia acompanhou ligações telefônicas e mensagens de texto. Foi identificado que ela negociava a compra de fogos de artifício para serem utilizados em manifestações no Rio.

A polícia encontrou um revólver no quarto de uma adolescente investigada. Ela morava apenas com a irmã, mas o pai alegou ser o dono da arma. A jovem vai responder por ato infracional equivalente ao porte ilegal de arma de fogo. O pai foi acusado de omissão de cautela, crime com previsão de até dois anos de detenção e multa. A menina dizia pertencer ao Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR).
 
Arsenal – Os policiais também apreenderam litros de combustível, garrafas, armas de choque, escudos, martelos pontiagudos para quebrar vidros e máscaras de proteção contra gás lacrimogênio. Esse material é considerado prova de que os baderneiros pretendiam provocar incêndios e conflitos em manifestações.

A Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), responsável pela investigação e pelas prisões, obteve 26 mandados de prisão temporária por cinco dias e dois mandados de busca e apreensão para deter dois adolescentes. As ordens foram expedidas pela 27ª Vara Criminal do Rio de Janeiro. Houve também ordem de busca e apreensão para a residência de cada investigado. As acusações são por formação de quadrilha armada, com pena prevista de até três anos de reclusão.

Repercussão – Em notas públicas, ONGs repudiaram as prisões de ativistas na véspera da final do Mundial. A Justiça Global afirmou que a ação tem "propósito único de neutralizar, reprimir e amedrontar aqueles e aquelas que têm feito da presença na rua uma das suas formas de expressão e luta por justiça social".

A Anistia Internacional afirmou que o fato é "preocupante por parecer repetir um padrão de intimidação que já havia sido identificado pela organização antes do início do mundial". (Veja)

Domingo, 13 de julho, 2014.


O CUSTO DO ELEITOR

Paulo Skaf é o candidato a governador que mais vai gastar dinheiro na campanha. Declarou que estima custos de 95 milhões de reais para exibir-se aos 31,9 milhões de eleitores paulistas.
A divisão do dinheiro pelo número de eleitores, entretanto, mostra que cada voto “custaria” 2,96 reais, o terceiro menor valor nas eleições aos governos estaduais.
O voto mais “caro” está em Roraima, cujo eleitorado de 299 558 pessoas a petista Angela Portela espera conquistar com uma campanha estimada em 15 milhões de reais – ou 50 reais por eleitor. Agnelo Queiroz (PT-DF), com gastos de 36,9 reais por eleitor, vem a seguir. (Lauro Jardim)


Domingo, 13 de julho, 2014.

11 de julho de 2014

PROCURADORIA ENCONTRA PENDÊNCIAS EM TRÊS REGISTROS DE CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA




A Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE) encontrou pendências nos pedidos de registro de três candidatos à Presidência da República e de dois à vice-presidente. Após analisar a situação dos 22 registros solicitados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a procuradoria constatou a falta de certidões criminais e outros documentos. Após serem notificados, os candidatos têm sete dias para resolver a pendência. Se a situação não for resolvida, os registros podem ser rejeitados pelo TSE.

Os candidatos Mauro Iasi (PCB), Eymael (PSDC) e Levi Fidélix (PRTB) não entregaram à Justiça Eleitoral certidões criminais expedidas pela primeira e segunda instâncias da Justiça estadual.  Segundo a PGE, a candidata Sofia Pádua Manzano, que pediu registro para concorrer à vice-presidência pelo PCB, também não entregou as certidões. Belsasar Roberto Lopes, candidato à vice pelo PSDC, não entregou comprovante de desincompatibilização de cargo publico.

A entrega do registro não garante a participação do político nas eleições. O pedido será julgado por um juiz eleitoral, que vai verificar se todas as formalidades foram cumpridas.

Para estar apto a concorrer às eleições de outubro e ter o registro deferido por um ministro do TSE, no caso de presidente da República, ou por um juiz eleitoral, para os demais cargos, os candidatos devem entregar diversos documentos exigidos pela legislação.

De acordo com a Lei das Eleições (Lei 9.504/97), os candidatos devem apresentar declaração de bens, certidões criminais emitidas pela Justiça, certidão de quitação eleitoral que comprove inexistência de débito de multas aplicadas de forma definitiva, entre outros documentos.
O primeiro turno das eleições será no dia 5 de outubro. O segundo será realizado no dia 26, nos casos de eleições para governador ou à Presidência da República em que o primeiro colocado não atinja 51% dos votos válidos, excluídos os votos brancos e nulos. ( André Richter)

Sexta-feira, 11 de julho, 2014.