Mensagem

Compartilhe com seus Amigos nas redes sociais e ajude nosso blog a crescer.

Cadastre-se você também, ja somos 46 brothers no Clube Vip *****

17 de setembro de 2019

Sudeste pode esperar temperaturas mais baixas só na semana que vem



O calor que coloca os termômetros da região Sudeste acima dos 30°C deve se manter pelo menos até o final desta semana, quando a secura no estado de São Paulo será amenizada com pancadas de chuva a partir de quinta-feira, 19. Devido ao calor, as precipitações podem vir acompanhadas de trovões.

De acordo com o Climatempo, as chances de queda da temperatura aumentam só na próxima semana, com a passagem de uma outra frente fria capaz de romper a massa de ar seco que está sobre a região.

“Vamos ter uma mudança bastante grande nesse padrão de tempo. A chuva volta para a maioria das áreas e, com isso, teremos diminuição das temperaturas. O tempo muda com a chegada da primavera”, afirma a meteorologista Fabiana Weykamp.

Já na região Sul, a chuva chega já na terça-feira, 17/09. Uma frente fria se afasta do litoral, mas ainda deixa fortes áreas de instabilidade. Raios, chuvas e ventos fortes são esperados para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. No Paraná, predominam o calor e tempo seco.

Assim como no Sudeste, o tempo quente e seco ainda predomina por todo o Centro-Oeste. De acordo com o Climatempo, apesar do calor, há possibilidade de pancadas de chuva no noroeste de Mato Grosso, região próxima a Rondônia e ao Amazonas. (Veja)

Terça-feira, 17 de setembro ás 17:00

Pesquisa: 69,5% acham que declarações de Bolsonaro atrapalham seu governo



Maioria também considera que afirmações polêmicas não são espontâneas, são propositais
Levantamento nacional realizado pelo instituto Paraná Pesquisa revela que 69,5% dos brasileiros acham que as declarações polêmicas do presidente Jair Bolsonaro (PSL) mais atrapalham do que ajudam o próprio governo. Mas para 23,8% dos entrevistados, o presidente está certo: suas declarações ajudam a administração.

A pesquisa “Avaliação da forma de comunicação do presidente Jair Bolsonaro” foi realizada em 170 municípios dos 26 estados e no Distrito Federal entre os dias 11 e 14 deste mês, tendo sido ouvidas 2080 eleitores nas mais diversas faixas etárias, econômicas e de escolaridade.

Outro questionamento aos eleitores obteve a percepção sobre as declarações de Bolsonaro. Para 58,4% dos brasileiros entrevistados, o presidente fala de caso pensado, de forma proposital, enquanto 35,3% consideram que suas declarações são espontâneas.

No quadro abaixo, o instituto Paraná Pesquisa mostra que as mulheres (73,8%) são mais críticas que os homens (64,8%) na avaliação de que as declarações polêmicas de Bolsonaro mais atrapalham que ajudam o seu governo. Também os brasileiros com ensino superior (77,4%) criticam essa forma de comunicação. Veja:


O levantamento do Paraná Pesquisas mostra também que os homens (62,4%), mais que as mulheres (54,7%), acham que o presidente fala de “caso pensado”, de forma proposital, quando faz declarações que provocam polêmica. Veja:

(Com Diário do Poder)

Terça-feira, 17 de setembro ás 11:00



 Recomende aos seus amigos e vamos crescer juntos