Mensagem

Cadastre-se você também, ja somos 46 brothers no Clube Vip *****

RESERVADO PARA SUA PUBLICIDADE

Calendario

10 de fevereiro de 2017

PSB AMEAÇA ROMPER SE LÚCIA VÂNIA FICAR SEM VAGA AO SENADO



O PSB da senadora Lúcia Vânia decidiu ficar “independente” do Governo Marconi Perillo na Assembleia Legislativa e iniciou conversações para o lançamento de candidatura própria ao Palácio das Esmeraldas às eleições de 2018. A decisão foi tomada após reunião de Lúcia Vânia com os deputados estaduais Marlúcio Pereira, Diego Sorgatto e Lissauer Vieira, na última segunda-feira, em Goiânia.

Nos bastidores, apurou-se que, efetivamente, o PSB quer assegurar a candidatura de Lúcia Vânia novamente ao Senado, na chapa a ser formada pela base do governador Marconi Perillo (PSDB).

No momento, além de uma eventual candidatura de Marconi Perillo ao Senado no ano que vem, a base governista conta também com as pretensões de Lúcia Vânia (PSB), Wilder Morais (PP), Vilmar Rocha (PSD), Magda Mofatto (PR) e Jovair Arantes (PTB) para as duas vagas que estarão disponíveis ao próximo pleito.

O deputado Lissauer Vieira disse que, a partir de agora, o PSB “não votará mais de forma cega” os projetos que o governador Marconi Perillo enviar à Assembleia Legislativa. “Nem tem mais essa história de só dizer amém. Vamos ter uma posição crítica, sem, claro, fazer oposição sistemática e radical.”

O deputado Marlúcio Pereira, que tem Aparecida de Goiânia como principal base eleitoral, ainda não se pronunciou publicamente sobre a decisão do PSB e da bancada do partido na Assembleia Legislativa. Nos bastidores, fala-se que Marlúcio poderá buscar uma nova legenda, até 2 de outubro, data-limite para quem quer mudar de legenda para concorrer ao pleito de 2018.

Nas duas campanhas em que se elegeu senadora da República, Lúcia Vânia só conseguiu definir seu nome, dentro da base marconista, depois de muita “queda de braço”, já que o Palácio das Esmeraldas tinha outras preferências no tucanato. Isso foi em 2002 e em 2010.

Em 2016, contrariada com o tratamento que recebia do PSDB nacional, principalmente, Lúcia Vânia filiou-se ao PSB, mas manteve boa relação política com o governador Marconi Perillo.

Nas conversas com jornalistas, a senadora tem dito que o PSB poderá ter candidato próprio ao governo do Estado, em ampla coligação que não inclua o PSDB marconista. Ela admite concorrer ao governo do Estado (perdeu em 1994 para Maguito Vilela), mas a preferência é por nova campanha ao Senado da República. (Helton Lenine)

Sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017 ás 09hs35

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.