Mensagem

Cadastre-se você também, ja somos 46 brothers no Clube Vip *****

RESERVADO PARA SUA PUBLICIDADE

Calendario

17 de julho de 2016

CARAVANA EM BRASÍLIA LEVA INFORMAÇÕES SOBRE O SINAL DIGITAL DE TV





Quem foi fazer compras no sábado (15) no mercado da agricultura familiar do Ceasa, em Brasília, pôde conhecer um pouco sobre a migração do sinal analógico de TV para o digital. No local estava um ônibus adaptado, onde foram apresentadas informações sobre a necessidade da digitalização do sinal de TV, a sintonização de canais e as melhorias de imagem e som com o sinal digital. Também foi possível fazer o agendamento para receber os kits de antena e conversor para fazer a digitalização do sinal.

O sinal de TV analógico será totalmente desligado em Brasília no dia 26 de outubro. Depois dessa data, para continuar assistindo à programação aberta de televisão, será preciso adaptar os televisores para receber o sinal digital.

O produtor rural Francisco dos Santos saiu uns minutinhos de sua banca no Ceasa para se informar sobre a retirada do kit para fazer a digitalização do sinal em sua casa. Ele não conseguiu fazer o agendamento porque não tinha o Número de Identificação Social (NIS) em mãos, mas disse que vai se informar sobre mais sobre o assunto. “Minha televisão é antiga, então fui lá saber como é o procedimento. Vou ligar para saber a respeito e poder conseguir a antena”, disse.

O jardineiro Cleomir Andrade também foi à caravana atrás de informações. “Lá em casa nem pega mais a TV, a gente só assiste pelo celular”, disse.

Os kits que permitem o acesso ao sinal digital estão sendo distribuídos de graça para beneficiários de programas sociais do governo federal, como o Bolsa Família, o Minha Casa, Minha Vida e o Tarifa Social de Energia Elétrica. No total, serão distribuídos 374 mil conversores em Brasília e nas outras cidades do entorno. Para agendar o recebimento dos kits, os beneficiários podem acessar o site www.sejadigital.com.br, ou ligar gratuitamente para 147. É preciso apresentar o número NIS ou CPF.

Caravanas

Até outubro, serão realizadas 45 edições da Caravana Digital, que é uma parceria entre a ONG Programando o Futuro e a Seja Digital, entidade criada para operacionalizar o processo de digitalização da TV no Brasil. Segundo a coordenadora de mobilização da Seja Digital, Deisy Feitosa, o objetivo é fazer a interação e mobilização da comunidade para o processo de desligamento do sinal analógico.

“Queremos que as pessoas se apropriem do projeto de TV digital, que elas não entendam isso como uma obrigação, mas que elas saibam que é uma inovação tecnológica que vai trazer muitos benefícios”, explicou.

Além de Brasília, o sinal analógico será desligado em nove cidades do entorno do Distrito Federal: Águas Lindas de Goiás, Cidade Ocidental, Cristalina, Formosa, Luziânia, Novo Gama, Planaltina, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás. Quem não está incluído em um dos programas do governo e recebe o sinal de TV aberta deverá comprar os equipamentos para passar a receber o sinal digital. Nos aparelhos de televisão mais modernos, não é preciso conversor, apenas uma antena.

O sinal analógico já foi desligado totalmente em Rio Verde (GO), cidade escolhida como piloto para o processo de desligamento. O cronograma prevê que todas as cidades do país deverão estar recebendo apenas o sinal digital até dezembro de 2018. (EBC)


CLÁUSULA PODE ACABAR COM PT DO B, PSDC, PSTU, PV, PC DO B...

Proposta de emenda à Constituição dos tucanos Aécio Neves (MG) e Ricardo Ferraço (ES) restabelece a cláusula de barreira no Congresso. Isso pode significar o fim de partidos como o PTdoB, PSTU, PSDC, PV e PSC, além de outros, como PCdoB e PPS, já que eles podem não atender ao pré-requisito mínimo de 2% de votos válidos em ao menos 14 estados nas últimas eleições. Candidatos eleitos teriam que mudar de partido se quiserem exercer o mandato. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Partido formado por ex-petistas, o Psol só atinge o mínimo exigido em três estados e corre risco de sumir se a PEC for aprovada.

Uma das condições pelo apoio tucano ao impeachment de Dilma foi o compromisso de Michel Temer com a volta da cláusula de barreira.

A cláusula de barreira foi estendida ao Senado porque caso contrário, de acordo com Ferraço, a Câmara jamais aprovaria a proposta.

Projeto parecido foi aprovado em 1995, com validade a partir de 2006, mas foi vetado no STF por prever corte de recursos e de tempo de TV.

GOVERNO TEMER QUER AMPLIAR AÇÕES NA ÁREA SOCIAL PARA ENFRAQUECER PT

 

O governo decidiu ampliar ações na área social como forma de reduzir a força política do PT e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A Fundação Ulysses Guimarães vai lançar nos próximos dias a versão final do documento “A Travessia Social”, com propostas do PMDB para a área e que devem ser encampadas pelo governo.

Conduzida pelo secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Moreira Franco, a proposta tem como diretriz que as políticas sociais sejam inclusivas e o benefício dado seja atrelado a uma meta.

Os alvos principais são as camadas mais pobres, preferencialmente no Norte e Nordeste, onde Lula e o PT têm feito fortes discursos contra o governo, afirmando que serão cortados direitos.

HOLANDESA SBM DEVOLVERÁ US$ 328 MILHÕES SURRUPIADOS DA PETROBRAS

O Ministério Público Federal celebrou acordo de leniência com a holandesa SBM Offshore, acusada do pagamento de US$ 139,1 milhões em propina a funcionários da Petrobrás. O acerto prevê multa de US$ 162,8 milhões e abatimento de US$ 179 milhões em pagamentos contratuais a serem feitos pela estatal nos próximos 14 anos. Na prática, a petroleira terá um alívio de caixa de US$ 328 milhões.

Ao assinar o acordo de leniência, a SBM recebe quitação e isenção total para ações legais no período entre 1996 e 2012. O acordo envolve, além do MPF e a empresa, a Controladoria-Geral da União (CGU), a Advocacia-Geral da União (AGU) e a Petrobrás. Ficam encerradas as investigações de pagamento de vantagens indevidas a empregados da petrolífera, que poderiam resultar em ações civis públicas de improbidade administrativa contra a companhia holandesa.

Assim, a SBM e a Petrobrás retomarão as relações de negócios e a empresa voltará a ser convidada a participar de licitações da estatal, em igualdade de condições com os demais concorrentes.

PETROBRAS: R$2,6 BLHÕES COM PUBLICIDADE EM UMA DÉCADA

 
A Petrobras, afundada em escândalos de corrupção no governo petista, gastou R$ 2,57 bilhões com propaganda nos últimos dez anos. De 2006 a 2015, a estatal brasileira foi usada para financiar agências como a Duda Mendonça Associados, a Heads Propaganda, a FCB Brasil Publicidade, a PPR – Profissionais de Publicidade Reunidos, a F/Nazca Saatchi & Saatchi e a Rede Interamericana. Neste ano, a previsão de gasto é cerca de R$ 300 milhões. Os dados são da própria Petrobras. Leia na coluna de Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Atualmente a Petrobras tem verba anual de R$ 330 milhões para gasto com publicidade, divididos entre as agências NBS, FCB e Heads.

As três agências venceram licitação em 2013 para contratos de um ano, que podem ser renovados por períodos iguais por até cinco anos.

O ano em que o governo petista mais gastou com publicidade da Petrobras foi 2012: R$ 321,3 milhões. E 2016 ainda pode ser recorde. 

(AE)

Domingo, 17 de julho, 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.