Mensagem

Cadastre-se você também, ja somos 46 brothers no Clube Vip *****

RESERVADO PARA SUA PUBLICIDADE

Calendario

16 de junho de 2016

IMPRENSA: ALIENAÇÃO OU LIBERDADE DE EXPRESSÃO?




Todos nós sabemos que a imprensa tem um poder de influência muito forte, mas como isso acontece numa sociedade democrática? Bom, é difícil responder essa pergunta, já que a democracia permite a liberdade de expressão, o pensar individual, entretanto os meios de informação cooperam um pouco mais na posição de uma sociedade, nem sempre mostram todas as posições de determinado assunto.

Informar é diferente de opinar. Quando lemos um Jornal ou site não enxergamos os fatos como eles realmente são, mas como o escritor enxerga. Na maioria dos casos, a pessoa é levada por um argumento, pela falta de conhecimento, e isso retira do indivíduo a capacidade de avaliar um caso. No entanto, a imprensa tem um papel importante, o de expressar o sentimento de uma sociedade, ajudar na formação de argumentos, e denunciar o que está muitas vezes oculto.

Em alguns programas de TV, o cidadão pode participar pelo telefone ou internet, e interagir compartilhando sua opinião pessoal, fazendo críticas, ou seja, a imprensa acaba despertando o senso crítico das pessoas. Isto [Isso] é bom, até o ponto em que o assunto é abordado de um modo neutro, sabemos que qualquer situação tem muitos lados e que eles precisam ser respeitados, ou pelo menos debatidos.

A imprensa é um meio de a sociedade exercer a democracia, o modo de dizer o que está pensando, e saber o que está acontecendo. As manifestações públicas contra a violência, por exemplo, são mostradas na televisão, para nos levar a tomarmos uma postura que mude esse sistema, ou seja, é uma arma de manifestação contra ou a favor de uma causa que afeta a todos, não para alienação, mas para através dela o "governo do povo" seja exercido pelo povo.

(Observatório da Imprensa)

Quinta-feira, 16 de junho, 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.